Filhos da Esperança, de Alfonso Cuarón

Comecei a assistir a primeira cena de Filhos da Esperança (Children of Men, 2006) para lembrar o clima do filme de Alfonso Cuarón e escrever esta resenha. Quando me dei conta, já via vinte minutos de projeção.

O Tigre e o Dragão, de Ang Lee

Os filmes de ação têm o costume de desafiar as leis da Física, mas até O Tigre e o Dragão (Crouching tiger, hidden dragon / Wo hu cang long, 2000) essas leis não haviam sido desafiadas em nome de tanto lirismo.

Três Homens em Conflito, de Sergio Leone

Muitos leitores, à menção de Três Homens em Conflito (The Good, the Bad, The Ugly / Il Buono, il Brutto, il Cattivo, 1966), lembrar-se-ão com presteza da icônica trilha sonora composta por Ennio Morricone e do conflito final entre os personagens principais, o famoso trielo.

O Trem, de John Frankenheimer

A partir de uma premissa das mais inusuais para um filme de ação, O Trem (The Train, 1964) consegue entreter e provocar.

Rastros de Ódio, de John Ford

Se há alguma dúvida de que John Ford seja o maior diretor do gênero Western, não há quanto a quem seja o maior ator: John Wayne.